Momento Polo

Polo realiza ciclo de paradas para manutenção

Programa - 01 -
Programa - 02 -
Programa - 03 -
Programa - 04 -

O Polo de Camaçari inicia em novembro mais um ciclo de paradas para manutenção de suas unidades industriais. O objetivo é garantir a integridade dos equipamentos, a confiabilidade dos sistemas operacionais, a segurança industrial, dos trabalhadores e das comunidades vizinhas ao Complexo, gerando também oportunidades de trabalho.

No total, são 1.450 postos de trabalho gerados em diversas campos de atividade, para caldeireiros, montadores, soldadores, eletricistas, pintores, vigilantes, dentre outras especialidades, dos quais mais de 70% selecionados na própria região do Complexo Industrial.

Vagas através do SINE/CIAT

O acesso às vagas disponíveis vem acontecendo desde o dia 3 de outubro através do Centro de Integração e Apoio do Trabalhador – CIAT, de Camaçari, e do Sistema Nacional de Emprego - SINE, de Dias D´Ávila.

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano e Econômico de Camaçari, Djalma Machado, a parada do Polo para manutenção é de fundamental importância porque, além dos aspectos da segurança operacional, dinamiza a economia local, aquece os mais variados setores de serviços e traz também oportunidade para contratação da mão de obra especializada nos municípios vizinhos ao Complexo: “Nós temos o Centro de Integração e Apoio ao Trabalhador, que está totalmente à disposição na parceria entre o poder público e as empresas do Polo, através do Cofic, para que toda a intermediação de mão de obra aconteça através do CIAT”, afirma.

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Dias D´Avila, Jerônimo Couto, por sua vez, assegura que “o Sine local está disponível para atender à demanda da parada do Polo Industrial de Camaçari, de acordo com a parceria estabelecida entre o Cofic, as empresas contratadas e a Prefeitura de Dias D´Ávila, no sentido de atender os trabalhadores do nosso município”.

Prioridade aos municípios vizinhos

Segundo Luiz Fontenelli, gerente operacional da Manserv, empresa prestadora de serviços de manutenção no Complexo Industrial, a estratégia utilizada para atender as necessidades de mão-de-obra na parada foi ampliar fortemente a contratação local, através do SINE/CIAT, para dar prioridade às pessoas dos municípios vizinhos ao Polo. “São profissionais das áreas de caldeiraria e soldagem, com experiência em manutenção de equipamentos e tubulações”, explica.

Adriano Oliveira, gerente de serviços da Priner Serviços Industriais, compartilha desse mesmo entendimento, quanto à absorção da mão-de-obra local: “Para estes eventos utilizaremos profissionais das atividades de pintura industrial, isolamento térmico e andaimes, com experiência na indústria química e petroquímica. A nossa estratégia das contratações tem sido de disponibilizar as vagas através do sistema CIAT e SINE, o que reforça dessa forma nosso compromisso com as comunidades onde os serviços estão sendo realizados”.

Além de aumentar a confiabilidade operacional e a segurança, as paradas programadas para manutenção das unidades industriais do Polo de Camaçari visam também promover o avanço tecnológico, bem como a implementação de projetos específicos de expansão de capacidade produção. Os investimentos previstos giram em torno de R$ 706 milhões apenas neste segundo semestre de 2016, envolvendo unidades industriais da cadeia química e petroquímica.

Polo Industrial de Camaçari/ 40 Anos

Desde o início de suas atividades, em 29 de junho de 1978, o Polo Industrial de Camaçari cumpre um papel vital e transformador para o Estado da Bahia, contribuindo para o seu desenvolvimento econômico e social, através da geração de emprego, renda e de novas oportunidades de investimento.

Manter-se competitivo nos dias atuais e nas próximas décadas é o principal desafio do Polo Industrial de Camaçari, compartilhado pelas empresas que o integram. Representadas pelo Cofic, as empresas do Polo vêm trabalhando firme nessa direção, em conjunto com o Governo do Estado, com as prefeituras dos municípios vizinhos de Camaçari e Dias d´Ávila e com a Federação das Indústrias do Estado da Bahia/Fieb, dentre outros parceiros importantes, por acreditarem que a integração operacional existente no Complexo Industrial é um modelo empresarial vencedor, que lhe confere um potencial inquestionável de atratividade para novos investimentos.

Qualidade e produtividade; qualificação profissional; investimentos em tecnologias limpas; segurança e proteção ao meio ambiente; parceria com universidades, instituições de pesquisa e com a comunidade; programas de responsabilidade social. São inciativas das empresas, do Cofic e de diversos parceiros públicos e privados que, aliados à capacidade e dedicação das pessoas que trabalham no Complexo Industrial, justificam a trajetória bem sucedida do Polo de Camaçari a ser mantida e ampliada nas próximas décadas.

Desenvolvimento econômico

Sempre mantendo o foco na expansão, atraindo empreendimentos em diferentes segmentos industriais, o Polo de Camaçari é um exemplo de sucesso na sua capacidade de superar adversidades, com uma trajetória baseada na competitividade, diversificação industrial e complementação de suas cadeias produtivas a partir de um perfil de gestão moderno e inovador.

Os números ilustram bem essa performance: o ativo total do Polo, que era de US$ 12 bilhões até 2008, saltou para US$ 16 bilhões em 2011, superando os 18 US$ bilhões a partir de 2016, excluindo os aportes realizados pelo Governo para infraestrutura. São dados que demonstram o potencial de atratividade do Polo, que vem ao longo do tempo ampliando suas atividades e contribuindo para o desenvolvimento da Bahia, com a geração de mais oportunidades de emprego e renda para Estado e municípios vizinhos ao Complexo Industrial.

Os novos empreendimentos são uma realidade. Entre os mais recentes, destaca-se  o Complexo Acrílico da Basf, que representa o seu maior desafio empresarial fora da Alemanha, com aportes superiores a R$1,5 bilhão. Em suas três unidades industriais no Polo de Camaçari, produz, em escala global, ácido acrílico, acrilato de butila e polímeros superabsorventes (SAP), utilizando como matéria-prima o propeno, fornecido pela Unidade de Petroquímicos Básicos da Braskem. 

Essa nova rota da produção em Camaçari vem atraindo indústrias de transformação, como a Kimberly-Clark, já em operação, que fabrica fraldas descartáveis e produtos de higiene pessoal a partir dos polímeros superabsorventes fornecidos pela Basf. A chegada de novas empresas, como Boticário, Knauf, Tecsis, dentre outras, atesta, por outro lado, o poder de atratividade do Polo, seja alimentando segmentos já existentes, seja introduzindo novas cadeias produtivas no portfólio do Complexo Industrial. 

EMPRESAS LÍDERES

O Polo Industrial de Camaçari abriga atualmente mais de 90 empresas, sendo 35 unidades industriais químicas e petroquímicas, e 23 parceiras no Complexo Ford. As demais estão nos segmentos de metalurgia do cobre, têxtil, bebidas, celulose, pneus, fertilizantes, energia eólica, bebidas e serviços (incluindo logística). A localização estratégica do Polo, no município de Camaçari, a 50 quilômetros de Salvador, permite fácil acesso às indústrias através das rodovias BA-093, BA-535 (Via Parafuso), Canal de Tráfego, ferrovias, portos e aeroportos.

Entre as empresas do Polo, destacam-se organizações líderes em seus segmentos, como a Braskem (líder em resinas termoplásticas na América Latina), a Paranapanema (principal produtor de cobre eletrolítico da América do Sul), a BSC (única indústria que produz celulose solúvel com alto teor de pureza em toda a América Latina), a Deten Química (única produtora no país de LAB - Linear Alquilbenzeno, matéria-prima básica para produção de detergentes biodegradáveis), a Ford (com capacidade de produção para 250 mil veículos/ano, com previsão de ampliação para 300 mil/ano), além da Continental (primeira unidade no Brasil) e a Bridgestone na produção pneus, ambas com ampliações realizadas em suas respectivas capacidades de produção.  No segmento eólico, um dos últimos implantados – com forte poder de crescimento – destacam-se indústrias como Gamesa, Torrebrás e Tecsis.

VETOR DE DESENVOLVIMENTO

O Polo tem sido um importante vetor de desenvolvimento para a Bahia e para o país. O faturamento anual do Complexo Industrial é de aproximadamente US$ 15 bilhões, as vendas para o mercado externo correspondem a 30% do total das exportações baianas e sua contribuição em ICMS para o Estado da Bahia é da ordem R$ 1 bilhão/ano. O Polo Industrial de Camaçari responde ainda por cerca de 90% da arrecadação tributária do município de Camaçari e por mais de 20% do Produto Industrial Bruto (PIB) do Estado da Bahia. 

 

Polo Industrial de Camaçari

Início de Atividades: 29.06.1978 

Empresas em operação: 90 

Principais segmentos: 

  • Químico – Petroquímico
  • Química Fina (fármacos)
  • Celulose 
  • Têxtil 
  • Metalurgia do Cobre
  • Fertilizantes
  • Automotivo
  • Pneus
  • Energia Eólica
  • Bebidas 
  • Serviços 

Investimento total (ativo atual, exclusive infraestura): US$ 20 bilhões

Novos investimentos : US$ 6,5 bilhões ( 2016)

Empregos: 15 mil diretos / 30 mil indiretos 

Faturamento: US$ 15 bilhões/ano

Exportações: mais de 30% do total exportado pelo Estado da Bahia

Impostos: R$ 1 bilhão/ano em ICMS(BA)

Participação no PIB da Bahia: 20%

40 Anos de Operação

Ao longo de 2018, o Polo Industrial de Camaçari contará com uma diversificada agenda empresarial e socioambiental para marcar os seus 40 anos de atividades, ressaltando a sua importância e contribuição para o desenvolvimento econômico e social dos municípios vizinhos de Camaçari e Dias d´Ávila, do Estado da Bahia, do Nordeste e do Brasil. 

O Programa dos 40 anos do Polo está ancorado nas seguintes linhas de abordagem: a Agenda Empresarial, contemplando ações e eventos que apontam para o aumento da competividade e ampliação das cadeias produtivas do Polo nas próximas décadas; e Agenda Socioambiental, que vincula institucionalmente à programação iniciativas na área sócioambiental já desenvolvidas pelo Cofic e instituições parceiras nos municípios de Camaçari e Dias D´Ávila.

O primeiro acontecimento importante da agenda empresarial foi a assinatura de um contrato entre o Cofic e o Senai-Cimatec, em fevereiro deste ano, para realização de estudo sobre as cadeias químicas-petroquímicas na Bahia e elaboração de um documento, contendo os principais pontos críticos e sugestões de ações estruturantes para alavancar a competitividade no Polo de Camaçari nestes segmentos produtivos. 

Já no mês de abril, ocorreu a cerimônia de oficialização, pela Universidade Federal da Bahia, da implantação do seu campus em Camaçari. Em maio, foi lançado o Programa de Desenvolvimento de Fornecedores de Camaçari, que tem por objetivo fortalecer a cadeia de fornecedores  nas áreas de influência do Complexo Industrial, principalmente nos municípios vizinhos de Camaçari e Dias D´Ávila, ampliando as conexões entre o Polo e os segmentos produtivos locais, incluindo áreas de comércio e serviços.

Este programa foi idealizado pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL) juntamente com a Prefeitura de Camaçari e envolve ações para capacitação das empresas fornecedoras nas áreas de Planejamento Estratégico, Finanças e Custos, Marketing e Vendas, totalizando 27 horas de oficinas coletivas e 18 horas de consultorias individuais, além do cadastro no Portal de Negócios da Indústria e Rodada de Negócios. O lançamento do programa contou com a participação de mais de 100 empresas e cumpriu efetivamente o seu propósito: auxiliar no fortalecimento da rede de fornecedores de produtos e serviços do município, ampliando a interface com o Polo de Camaçari, tornando mais eficiente a cadeia de negócios entre empresas de diferentes segmentos.

No mês de junho, os destaques da programação são a entrega do Prêmio Polo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente (SSMA), um programa de auditoria em segurança, saúde e meio nas empresas do Polo. Tem ainda o Plantio Comunitário em Camaçari e Dias d´Ávila, numa parceria com Instituto Fábrica de Florestas -IFF/ Prefeituras Municipais/Conselho Comunitário/Núcleo de Defesa Comunitária – Nudec, em comemoração à Semana do Meio Ambiente.

Já no dia 5 de julho, ocorrerá o Evento dos 40 Anos do Polo (Fórum de Debates), no Teatro da Cidade do Saber, em Camaçari, tendo o propósito de discutir os desafios do Complexo Industrial para continuar na sua trajetória de competitividade, bem como adensamento                                                                  e diversificação de suas cadeias produtivas. Consta da programação do evento uma palestra do economista e ex-diretor do Banco Central, Gustavo Loyola, sobre “Crescimento Sustentável no Cenário Econômico Brasileiro”. 

Até o final do ano, novos eventos e ações marcam a Agenda dos 40 Anos do Polo, como as atividades do Programa Construindo o Futuro, a inauguração da Escola Técnica do Senai, o Polo de Cidadania, a inauguração do Cimatec Industrial e a Cerimônia de Entrega do Prêmio de Incentivo à Educação, realizado pelo Cofic em parceria com as Secretarias Municipais de Educação.

Abaixo, os principais itens da programação ao longo do ano:

Março 

Lançamento da Agenda Comemorativa dos 40 Anos do Polo


Abril

Lançamento do Campus da UFBA em Camaçari (UFBA/Prefeitura de Camaçari)


Maio

Lançamento do Programa de Desenvolvimento de Fornecedores de Camaçari (Prefeitura de Camaçari/ Cofic/Instituto Euvaldo Lodi-IEL)

Palestras nas Escolas de Camaçari e Dias D´Ávila sobre Sustentabilidade (Cofic/ Instituto Fábrica de Florestas -IFF/ Prefeituras Municipais)


Junho

Entrega do Prêmio Polo de Segurança, Saúde e Meio Ambiente (SSMA)

Plantio Comunitário em Camaçari e Dias d´Ávila  (Cofic/ Instituto Fábrica de Florestas -IFF/ Prefeituras Municipais/Conselho Comunitário/Núcleo de Defesa Comunitária – Nudec)


Julho

Evento Comemorativo dos 40 Anos do Polo, no Teatro da Cidade do Saber, em Camaçari (05/07/2018)


Agosto

Atividades do Programa Construindo o Futuro nas Escolas de Camaçari e Dias d´Ávila (Cofic/Empresas do Polo/Secretarias Municipais de Educação)


Setembro

Inauguração da Escola Técnica do Senai (Senai/Cimatec)

Evento Polo de Cidadania (Cofic/Empresas do Polo/Sesi/Prefeituras Municipais/Outros parceiros)


Outubro

Inauguração do Cimatec Industrial (Senai/Cimatec)


Novembro

Evento Prêmio de Incentivo à Educação (Cofic/Secretarias Municipais de Educação)


FÓRUM DE DEBATES

O principal evento dos 40 Anos do Polo Industrial de Camaçari ocorrerá no dia 5 de julho, no Teatro da Cidade do Saber, em Camaçari, com a realização do fórum “Desafios Competitivos do Polo Industrial de Camaçari”, reunindo empresários, autoridades, instituições parceiras e imprensa. Na programação, destaque para as palestras “Desafios para a Competitividade da Indústria no Brasil”, com Flávio Castelo Branco, gerente executivo de Políticas Econômicas da CNI; e “Crescimento Sustentável no Cenário Econômico Brasileiro”, com Gustavo Loyola, ex-presidente do Banco Central, Economista do Ano em 2014.

 

PROGRAMAÇÃO

  • 08:00 – Welcome Coffee
  • 08:30 - Abertura: Cofic, FIEB, Abiquim, Prefeituras de Camaçari e Dias D’Ávila, Governo do Estado
  • 09:20 – Fórum: “Desafios Competitivos do Polo Industrial de Camaçari”

Apresentação/Contextualização | Mauro Pereira – Superintendente do Cofic

Perspectivas do Segmento Petroquímico no Polo de Camaçari |Marcelo Cerqueira  / Vice-Presidente Braskem

Estudo da Cadeia Petroquímica na Bahia | Leone Andrade – Diretor de Tecnologia e Inovação do SENAI – BA

Desafios e Perspectivas do Segmento Automotivo | Rogelio Golfarb – Vice-presidente da Ford

Infraestrutura, Logística e Competitividade no Polo Industrial de Camaçari – Paulo Guimarães – Superint de Atração e Desenvolvimento de Negócios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico da Bahia

Desenvolvimento Local – Ações para o Fortalecimento dos Segmentos Produtivos de Camaçari e Dias D’Ávila

Waldy Freitas, Secretário de Desenvolvimento Econômico de Camaçari

Gilmar Batista, Secretário de Desenvolvimento Econômico de Dias D’Ávila

  • 10:25 – Coffee-break
  • 10:40 - Palestra: “Desafios para a Competitividade da Indústria no Brasil” Flávio Castelo Branco – Gerente Executivo de Políticas Econômicas da CNI
  • 11:10 - Palestra: “Crescimento Sustentável no Cenário Econômico Brasileiro” Gustavo Loyola – Ex-presidente do Banco Central, Economista do Ano em 2014
  • 11:50 – Encerramento/Brunch

Assessoria de Imprensa - Companhia de Comunicação

Tels: 3247-5851/8892-1119 (Antonio Moreno)

Superintendência de Comunicação do Cofic

Tel.: 3634-3404

SSa. 05.2018

Comitê de Fomento Industrial de Camaçari - COFIC
Rod. BA 512, Km 1,5 - Fazenda Olhos D'Água - Camaçari-BA. - Cep. 42810-440
Fone: (71) 3634-3400 - Fax: (71) 3634-3406

© 2009 - 2018 Cofic - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Pinet Web Solutions

Caso não consiga visualizar o arquivo clique no link ao lado para efetuar o download: download do PDF.