Utilizamos cookies para otimizar e facilitar a sua experiência de navegação neste “site”. Ao ter acesso aos conteúdos do nosso Portal, você está concordando com a nossa política de cookies e privacidade. Leia Mais.

Os desafios da Comissão de Saúde do Cofic em 2021

A Comissão de Saúde do Trabalhador (CST) do Cofic tem como principal objetivo analisar todas as situações que possam interferir na saúde dos trabalhadores das empresas associadas e propor sugestões de conduta embasadas em critérios técnicos médicos, de forma a garantir a preservação da saúde da comunidade de trabalhadores do Polo Industrial de Camaçari. A informação é da coordenadora da CST, Liane Garcez, médica do Trabalho da Dow Brasil-Aratu e Bayer Camaçari, que ressalta o papel da Comissão durante a pandemia e os desafios para este ano de 2021.

Formada por profissionais das áreas de Saúde das empresas do Polo de Camaçari, a Comissão tem como desafio para este ano, segundo sua coordenadora, “colocar em prática ações que contribuam para inovação e otimização no âmbito da saúde, seja ocupacional ou assistencial, em meio ao cenário incerto no qual estamos vivendo”. O planejamento já está em curso: “Para 2021, planejamos um trabalho articulado de forma virtual, com participação ampla, unificando ações correlatas e sempre com o objetivo de trazer valor a Polo, utilizando os aprendizados que tivemos em 2020”.

O grande aprendizado do ano passado foi enfrentar as mudanças provocadas pela pandemia da Covid-19. “Inicialmente, nosso maior desafio foi entender a doença, sua forma de contágio e seus riscos reais, atuando de forma racional e efetiva, criando um ambiente seguro e reduzindo o pânico entre os trabalhadores, por meio da informação. Posteriormente, a criação de protocolos e avaliação de novas tecnologias propostas para controle da doença nos ambientes das fábricas e a vigilância constante de casos suspeitos e confirmados.   

Entre as ações realizadas, a médica destaca “a definição de protocolo de atuação do PAME – Plano de Atendimento Médico de Emergência na pandemia, o treinamento para as equipes de saúde das empresas para o atendimento ao paciente grave com infecção por Covid-19, a sugestão de conduta em relação a testes rápidos, a discussão de casos e nivelamento de informações contínuos para as equipes de saúde das empresas, e o monitoramento constante da evolução de casos suspeitos e confirmados”.

A resposta dos trabalhadores foi proativa e positiva. A partir da disseminação das informações, Liane Garcez diz que “os trabalhadores se conscientizaram da necessidade de respeitar os protocolos e, em geral, estamos tendo uma boa atuação em relação aos controles para prevenção da doença”.

O resultado, na sua avaliação, é que a Comissão se fortaleceu durante a pandemia. “Apesar de se tratar de uma situação emergencial e complexa, pois nunca havíamos vivido uma problemática parecida, a pandemia veio nos trazer alguns ganhos que precisamos valorizar: nesse período, conseguimos nos adaptar e manter a CST ativa, utilizando muito da tecnologia disponível. Desta forma, mantivemos reuniões virtuais, treinamentos médicos virtuais e pudemos perceber um ganho em relação à participação das pessoas e dinâmica dos trabalhos. Acredito que nos fortalecemos como Comissão, tanto pelos ganhos da adaptação, como pelas discussões técnicas e trocas de experiências”.

COFIC DIGITAL - EMPRESAS PATROCINADORAS
PROGRAMAS COFIC
Rod. BA 512, Km 1,5 - Fazenda Olhos D'Água - Camaçari-BA. - Cep. 42810-440