Utilizamos cookies para otimizar e facilitar a sua experiência de navegação neste “site”. Ao ter acesso aos conteúdos do nosso Portal, você está concordando com a nossa política de cookies e privacidade. Leia Mais.

Vegetação, animais e nascentes: exemplos da biodiversidade do Anel Florestal

A campanha de proteção do Anel Florestal também busca sensibilizar a população para o que ele representa como reserva de biodiversidade local, com a presença de árvores exóticas e nativas, com remanescentes de Mata Atlântica, além de nascentes, como a do Rio Camaçari. “O Anel Florestal é um ambiente rico em biodiversidade, um patrimônio ambiental da comunidade que todos precisam ajudar a proteger”, afirma Érico Oliveira, superintendente de Comunicação do Cofic. Ele destaca que, ao mostrar a riqueza da fauna e flora local, a campanha quer envolver emocionalmente os moradores para ajudar na proteção desta importante reserva ambiental.

A campanha destaca a riqueza da vegetação, lembrando que entre pinus, goiabeiras, pinheiros, eucaliptos, cajueiros e mangueiras existe também a árvore Camaçari, que dá nome ao município. Poucos sabem, mas esta planta tem inúmeras propriedades medicinais e pode ser utilizada para fazer chá digestivo e óleo anti-inflamatório, além de perfumes, sabonetes e xampus.

Outro foco da campanha são os animais encontrados no Anel, como o Tiê Sangue, também conhecido como sangue-de-boi ou japiranga, pássaro-símbolo da Mata Atlântica no Brasil.  O Surucá Grande é outra aveque habita a região. Com sua plumagem azul e amarela, costuma se juntar a vários machos da mesma espécie para formar um melodioso coral e, assim, atrair as fêmeas no período reprodutivo. Aves como o Tiê Sangue e o Surucá Grande são vitais para a manutenção das florestas tropicais, pois disseminam sementes que se transformam em vegetação.

Outro animal presente no Anel Florestal é o Ouriço-cacheiro, que muitos conhecem como porco-espinho. Trata-se de um mamífero solitário e raramente agressivo, apesar dos seus cerca de seis mil espinhos. Também é muito comum na região o Tamanduá-mirim, exótico mamífero que costuma passar o dia descansando, usando as árvores para seus longos passeios noturnos. Ambos são importantes para garantir o equilíbrio ambiental e não devem jamais ser capturados.

Além da flora e fauna do Anel Florestal, a campanha chama a atenção também para as nascentes hídricas lá existentes, que constituem um importante atrativo natural. As nascentes brotam de lençóis subterrâneos, dando origem aos cursos d’água, que caminham pelo ambiente, nutrem a vegetação e os animais, e alimentam rios e lagos, inclusive o conhecido Rio Camaçari.

COFIC DIGITAL - EMPRESAS PATROCINADORAS
PROGRAMAS COFIC
Rod. BA 512, Km 1,5 - Fazenda Olhos D'Água - Camaçari-BA. - Cep. 42810-440